17.9.08

Brincadeira do Viúvo

Essa brincadeira eu conheci há pouco tempo. No começo deste ano, numa aula de brincadeiras com os meus alunos da 7ª série, resolvemos trocar experiências de brincadeiras. Ensinei a eles a brincadeira do Detetive (vocês devem conhecer, mesmo assim qualquer dia eu conto aqui) e passamos horas brincando dela, tamanha a novidade que foi aquele clima de suspense e piscadelas para aqueles meninos.
Ao terminarmos, pedi uma brincadeira que eles costumavam fazer, e logo eles se lembraram da Brincadeira do Viúvo, que também é feita com piscadas.

Fiquei super intrigada com essa brincadeira! Nunca tinha ouvido falar dela e quis saber se outras pessoas conheciam, mas até agora, só mesmo a comunidade desta favela eu fiquei sabendo que brinca de "Viúvo", como eles costumam chamar.

Não sei se há nessa brincadeira uma origem de outro estado do Brasil ou se foi inventada naquele lugar mesmo por alguma criança, eles também não sabiam me dizer...

Leia e me diga: é ou não é uma brincadeira que reflete incrivelmente o "mundo dos adultos” ?

A brincadeira é assim:

Um círculo de cadeiras onde cada pessoa fica sentada em uma. Essas, serão as "esposas". Em apenas uma das cadeiras, não senta ninguém.
Atrás de cada cadeira, ficará um "marido" de pé, com as mãos para trás e, na cadeira vazia, ficará (também de pé) o "viúvo".
Todas as esposas se olham e o viúvo flerta com todas elas, que também olham para ele.
Quando ele piscar para alguma esposa, ela deverá rapidamente sair de sua cadeira e sentar na cadeira do viúvo, que então, se tornará um marido.
Os maridos não podem deixar suas esposas saírem da cadeira, e quando um viúvo pisca para a esposa dele, prontamente ele deve segurar os ombros da esposa, para que ela não escape.
Quando um marido bobeia e não percebe o flerte do viúvo, deixando sua esposa escapar, ele se torna o viúvo da vez.

Você já brincou de Viúvo? Me conta?


(E se você sabe alguma variação dessa brincadeira, escreva pra mim contando.)

7 comentários:

Izilda disse...

Ju,
Em primeiro lugar parabéns pela iniciativa e pela sensibilidade de criar um blog como esse, que apresenta a possibilidade do resgate da cultura e das tradições infantis contidas nas brincadeiras.
Sempre achei que brincar é coisa séria. É a forma natural de explorar novas ou já conhecidas situações por meio do que o ser humano tem de mais genuino e natural: sua alegria. A alegria por sua vez anda de mãos dadas com a criança e não sei porque num determinado momento o adulto brinca de não ser mais criança!Isso é o pior que ele pode fazer contra si mesmo. Perder a capacidade de brincar...Passear por este blog me devolve a possibilidade de reviver as brincadeiras de infância e por isso me devolve a alegria. Vou tentar me lembrar de algumas das muitas brincadeiras de que gostava e também vou tentar aprender as novas e brincar com as crianças próximas... Obrigada por mais este presente, dentre os tantos que recebo de você...
Com amor,
Izilda

Ully disse...

Que brincadeira mais engraçada!

Luana Alves disse...

Já ouvir falar, mas nunca brinquei. O Blog ta Otimo!

geane disse...

O bLog tá ótimoo..parabén, Adorei*--*

Anônimo disse...

eu já brinquei dessa brincadeira foi bem legal um dia viajando com a mocidade da minha igreja para Morro Agudo e ficamos horas brincando de viúvo foi interessante por que cada um tinha uma esposa que realmente queria fora da brincadeira entende ai ficou aquele clima de é meu não toma foi muito engraçado

Renato Loureiro disse...

Olá!

Apesar de um pouco tardio, venho compartilhar da minha experiência com essa brincadeira

Viuvo era uma das brincadeiras preferidas da minha sala do Ginásio (Atual Ensino Fundamental)! Toda festa ou aula vaga tinha que ter pelo menos uma ou duas rodadas de Viuvo, ora com os meninos, ora com as meninas.

Não me lembro ao certo quem implantou a brincadeira na nossa sala, mas certamente não tinha sido um professor. Bons tempos!

Acho engraçado que essa brincadeira seja tão simples e divertida, mas pouquíssimo comentada ou difundida.

Anônimo disse...

Quando alguns amigos e eu estudávamos acho que a segunda série ou antes disto, brincavamos muito do "Viúvo". Era uma brincadeira viciante e quem participava uma vez não queria mais parar.
Somos todos de PE