19.9.08

Mando tiro tiro lá

Eu não sei se o nome dessa brincadeira era esse mesmo... Na verdade, me lembro dos meus amigos falando Vamos brincar de Mandotiro? Mas sei bem que era uma das minhas preferidas.
Como dava muito trabalho porque é meio demoradinha, nem sempre o pessoal queria brincar. Mas, quando alguém topava, pra mim era a maior alegria!

Já na minha época de criança, nós sabíamos que o "Mandotiro" era uma brincadeira mais antiga, e acho que por isso também tinha um encantamento muito grande.
Desde pequena eu sempre gostei de imaginar crianças iguais a mim, em vários lugares e épocas, fazendo as mesmas coisas que eu fazia.
Eu ficava pensando como era incrível existir tanta gente no mundo fazendo sempre coisas iguais, muitas delas na mesma hora que eu! Piscava e imaginava que um monte de gente estava piscando na mesma hora: na China, na casa do vizinho, na Bahia...
E isso era uma coisa mágica! Eu nunca me sentia sozinha.
Depois, essa brincadeira evoluiu para ficar observando pessoas na rua e tentar coordenar os passos com os delas e piscar na mesma hora exatinha em que elas piscavam. Me dava uma sensação de sermos iguais, e isso me deixava satisfeita.

Outro dia conversei sobre o Mandotiro com a Tatiana, minha prima-irmã (nossos pai são um casal de irmãos que se casou com outro casal de irmãos. Mesmo sangue, mesma parentada) da mesma idade e companheira de brincadeiras. E ela fez um comentário interessante, talvez por ser psicóloga e ter um olhar investigativo para as coisas. Ela é uma das pessoas mais analíticas que conheço. E, apesar de ela não achar muito isso ultimamente, acho que escolheu a profissão certa.
A Tati acha que o Mandotiro pode ser uma brincadeira para a criançada "entender" um Brasil cheio de famílias que não podiam criar seus filhos tamanha a pobreza, e era comum dar a criança para outra família mais abastada cuidar. Então, "surgiu" o Mandotiro pra criançada experimentar o que elas viam acontecer ao seu redor, e as possibilidades de uma vida diferente (Que ofício dai a ela, mando tiro tiro lá?).

Lá vai:

Uma fileira de crianças de mãos dadas que será a família, com a mãe e os filhos (pode ter pai, tia, o que quiser).
E uma outra criança, de frente para a família que será a mulher que quer uma filha.

A brincadeira toda é feita com versinhos em forma de diálogo entre a família e a mulher. Sempre quando a família falar, vai cantar andando em direção a mulher sincronizando os passinhos com os versinhos cantados, para frente e para trás, e vice-versa.

mulher - Bom dia, Vossa Senhoria
Mando tiro tiro lá

família - Que deseja em vossa casa?
Mando tiro tiro lá

mulher - Eu desejo uma de suas filhas
Mando tiro tiro lá

família - Qual delas a Senhora deseja?
Mando tiro tiro lá

mulher - Eu desejo a mais bonita (esperta, faceira, querida...)
Mando tiro tiro lá

família - Todas elas são bonitas (ou outros adjetivos)
Mando tiro tiro lá

mulher - Eu desejo a Maria
Mando tiro tiro lá

família - Que ofício dai a ela
Mando tiro tiro lá

mulher - Dou o ofício de professora
Mando tiro tiro lá

E então, a filha é perguntada se aceita ou não este ofício... Se a resposta for negativa, a mulher deve escolher outro até a filha topar. E finalmente quando ela aceitar o ofício, todos cantam:

Vamos fazer a festa juntas
Mando tiro tiro lá
Já comemos, já bebemos,
à saúde de Iaiá!

E a filha sai da fileira da família e dá as mãos para a mulher, que continua pedindo filhas para a família até a mãe ficar sozinha ou até cansarem da brincadeira...

Você já brincou disso? Me conta?

(E se você sabe alguma variação dessa brincadeira, escreva pra mim contando.)


Ju e Tati bem pequenas, sempre juntas, no colo da avó (paterna pra mim e materna pra ela), Zoé.

4 comentários:

Lucio disse...

nossa, que avó mais forte!

Regina Maria de Souza disse...

Oiii, eu brinquei muito o "Mata tiro" quando era pequena, mas como eu era uma das mais pequeninas da escola não entendia muito a brincadeira! Inclusive, falava erradinho, sabe como é? Então custei a encontrar na internet porque escrevia errado. Vocês me ajudaram a recuperar essa cantiga de roda que faz parte do acervo infantil. Obrigada

Marco Guiné disse...

Eu tambem não sei o nome mais na festa era assim vamos fazer a festa juntas carne seca com feijão uma moça brasileira vai casar com alemão

Unknown disse...

Eu conheço essa brincadeira por nome de "mãe do trio trio lá".. também era muito pequena quando via as meninas brincando na escola...